Arquivo da tag: batata

Bolinho de Espinafre, Legumes ao forno e agradecimento

Gente, faz cinco dias que não posto receita aqui! Que feio! hahahaha

Hoje postarei somente acompanhamentos. Tenho cozinhado bastante aqui em casa, mas algumas coisas são mais “comunzinhas”, daí não sei se vocês querem ou não. Não que as receitas que posto sejam sofisticadíssimas, lógico :P

Bem, outro dia fui ao supermercado e vi um atado de espinafre lindo. Decidi comprar e ver o que poderia fazer para a Eduarda com ele que não fosse sopa ou refogado. Então, lembrei de um bolinho que minha avó fazia na versão frita e adaptei à casa. 

BOLINHO ASSADO DE ESPINAFRE
Ingredientes:
– Folhas de espinafre cortadas miúdas
–  Duas colheres de sopa de aveia
– Ovo cru
– Cebola picada
– Alho 
– Farinha integral para dar liga

Piquei a cebola, o alho e o espinafre bem miudinhos. Em uma tigela, coloquei os ingredientes junto ao ovo cru e às colheres de aveia (eu sou fã de aveia na comida da Eduarda, dá liga e ainda ajuda no trato intestinal dela). 

DSC_0519

Misturei tudo e depois acrescentei a farinha de trigo integral. Não muito, porque pode deixar duro o bolinho. Fiz bolinhas e coloquei na assadeira untada. Deixei até dourar. 

DSC_0521

DSC_0636
Pratinho de hoje: bolinhos, feijão com arroz e purêzinho de abóbora.
DSC_0648
Imagina se não gostou dos bolinhos??? hahahahha

_______________________________________
Bem, inspirada no Panelaterapia, fiz o papelote de legumes aqui em casa.  Piquei estilo julienne batata inglesa, cenoura e vagem. Temperei com orégano, óleo de milho e alho ralado. 

DSC_0517DSC_0518

Notem que o papelote está com a parte opaca do papel alumínio para fora, e é assim mesmo que se usa. Também descobri faz pouco hahahahah
Deixei no forno uns 30 minutos, mas abri e verifiquei que não estavam molinhos, então deixei mais uns 20. Chegou a dar uma queimadinha no fundo, mas nada demais. Ficou muito saboroso, “parecendo comida de hotel”, como disse o  Fábio <3 

MUITO OBRIGADA

Hoje foi a consulta de rotina da pediatra da Eduarda, a Dra. Ilcione. Ela está ótima, ganhou peso acima da média outra vez (sim, é comilona) e tudo com alimentação saudável, longe de calorias vazias (açúcar etc) e com muito leite materno. Isso que esse mês eu achei que ela não teria ganho peso o suficiente, porque ela fez uma grevezinha de fome e os dentes estão pipocando na boca. Mas a gordinha é firme e forte, boa de garfo, não nega nada! 
Quando chegamos na consulta, a dra. me mostrou uns papeizinhos que estavam na sua mesa. Eles continham o endereço do nosso blog, que ela entrega para as mães como sugestão! Gente, eu achei o máximo. Fiquei realmente muito orgulhosa. Principalmente porque essa semana eu pensei em desistir do blog e parar de escrever. Tudo por comentários anônimos (estamos de olho) de gente que acha que eu devo fazer algum mal muito grande em alimentar minha filha de uma maneira saudável e divulgar receitas. Hoje eu vi que estamos pelo caminho certo, que temos uma filha agradavelmente gordinha e que vale a pena cada hora na cozinha. Minha maior expectativa é minha princesa crescer e poder me “ajudar” com as panelas. Aí eu morro do coração!
Também quero agradecer os comentários, as sugestões de links que várias amigas minhas deixam aqui, no meu facebook… as visitas, que crescem a cada dia e dizer que, dentro do que eu puder, sempre vou tentar ajudar. Estamos em uma constante evolução e aprendizado e acredito que  em muitas coisas eu e as mães que visitam aqui precisamos bater de frente. É preciso fazer alguma revolução, engajar-se em algo que se acredita, defender suas convicções. Sejamos tolerantes umas com as outras, sim, mas mantenhamos nossas crenças. Vamos respeitar para poder exigir respeito. Vamos criar um mundo mais bonitos para nossos filhos e filhos, ensiná-los a ser respeitosos, a não gostarem de intrigas, a buscarem sempre o conhecimento e não viverem como cavalos com viseiras laterais que só podem enxergar em um sentido. Vamos abrir nossos horizontes não só para alimentação, mas para outras causas que consideramos dignas de luta. 
Hoje eu vi uma imagem na fanpage do blog Cientista que Virou Mãe e deu vontade de tatuar a frase, o desenho, tudo. Acho que ela retrata muitas mães especiais, que não se calam, que cansaram do mundo estar como está e que querem mudar de alguma forma. Que nossa mudança comece de dentro. Obrigada :)

1800388_526246634154499_1059918021_n
“Flores são encantadoras, mas eu prefiro uma revolução”

Anúncios

Fígado de galinha com abóbora + frozen yogurt para a tarde

Ah, o fígado. Tão amado e odiado e polêmico. Apesar de nutritivo, é um órgão que filtra as impurezas do corpo – e no caso de aves e bovinos, absorve hormônios e antibióticos. Por isso, é importante verificar a procedência e por isso mesmo eu comecei a dar fígado há pouco tempo para a Eduarda. Convenhamos que é difícil achar um frango que não seja “bombado” ou caipira, principalmente quando se mora na cidade. Eu optei por não privar a Eduarda de receber certos nutrientes presentes no fígado, então eu dou com moderação.

Hoje eu fiz para o almoço fígado com purê de abóbora e batata e lentilha pra acompanhar. Costumo fazer a lentilha em maior quantidade e congelar em pequenas porções, assim como o feijão. Dessa forma, uso como acompanhamento em vários pratos.

Fígado com purê de abóbora:

Ingredientes:

– Alho
– Cebola
– Tomate
– Salsinha
– Fígado de galinha

Refoguei o alho e a cebola. Esperei dourar, coloquei a salsinha e o tomate. Coloquei o fígado, um pouquinho de sal* e água. Deixei 15 minutos na pressão.
(*Como estou adaptando aos poucos o cardápio da Eduarda ao da casa, coloco uma pitadinha de sal. Coisa muito pouca, tipo metade de uma colher de chá).

O purê de abóbora e batata é muito simples: cozinhei os ingredientes com duas folhas de manjericão para dar outro gostinho. Amassei para servir.

Descongelei a lentilha no fogo e montei o pratinho:

Imagem
Coloquei um pepino, mas Eduarda não deu muita bola :P

Eduarda comeu uma bergamota + mamá de sobremesa, mamou bastante e dormiu a sonequinha da tarde. Antes de colocar ela pra dormir, decidi adiantar o lanchinho dela. Hoje ela provou um frozen yogurt caseiro de manga. Piquei uma manga bem madura em pedaços e deixei no congelador. Deixei o iogurte natural bem gelado. Enquanto ela dormia (e eu também kkk), a manga congelava.

Ao contrário do que muita gente pensa, o iogurte pode ser ofertado para bebês de 6 a 12 meses. Mas é importante que seja o iogurte natural, sem açúcar e conservantes (e se possível, caseiro, mas como eu não tenho esse dom ainda, compro o natural), batido com uma fruta, ou junto com um sorvetinho ou ainda na salada de frutas do bebê. Também não deve ser oferecido logo após o almoço ou a janta,já que o cálcio presente nele dificulta a absorção de ferro – e aí vem a anemia.

Mais do que isso, é importante frisar: danoninho, chambinho, esses “inhos” da vida, NÃO SÃO IOGURTE e muito menos indicados para bebês. Possuem corantes, açúcar e o que menos tem é fruta. Eles são recomendados para crianças a partir de quatro anos. Aqui nesse blog que eu amo, o Delícias do Dudu, tem um texto bem legal sobre o danoninho-lixinho. :P

Imagem
Manga já congelada e iogurte natural da batavo

Quando Eduarda acordou, bati a manga com duas colheres de sopa cheias de iogurte no mixer. Ficou bem bonito  e geladinho.

Nova Imagem de Bitmap
Olha a carinha de satisfação <3

Creme de abóbora com aveia

Decidi experimentar essa receita de maneira que pudesse servir fria para a minha pequena. O calor segue de matar e ela não almoçou direito hoje. Então, “engrossei” a janta com um creme delicioso que nós duas adoramos. E funcionou muito bem servido frio!
Ressalto aqui: Sempre dê alimentos em pedaços para o seu bebê. Variar texturas é legal, mas não faça com que a consistência pastosa se torne um hábito!
Feito o alerta (para não deixar brechas, sempre tem alguém que implica hahahah), vamos à receita:

Ingredientes:
*Abóbora
*Batata inglesa
*Nabo
*Uma folha de couve-manteiga
*Cenoura
*Milho
*Aveia
*Trio Tomate, alho-poró e cebola
*Folhas de louro ou manjericão
*Salsinha

Refoguei o trio em um fio de azeite. Deixei dourar e acrescentei a abóbora, a batata, o nabo, a cenoura, a couve, o milho e as folhas de louro. Acrescentei água, tampei a panela e deixei cozinhar em fogo baixo. Quando tudo estava cozido, acrescentei aveia e deixei cozinhar mais dez minutos.
Retirei do fogo e retirei as folhas de louro. Triturei os ingredientes e salpiquei com salsinha. Esperei esfriar e servi pra Eduarda. Ela comeu, mas acho que se estivesse menos calor, comeria mais… Em compensação, mamou muito antes e depois da janta :)

20140207-214507.jpg

Salada com frango desfiado para o calor

Acho que hoje foi o dia mais quente desse verão aqui em Carlos Barbosa. São 22h25min e ainda está  insuportável. Pensem no quanto isso é inimaginável para a serra gaúcha. Dá vontade de não viver mais, gente.

MAS, como mãe é mãe e precisa ir pra cozinha, vamos lá. Decidi fazer uma jantinha pra minha pequena que ela pudesse comer fria. Ainda não me agrada a ideia das sopas geladas, acho uma meleca. Um dia tentarei uma versão baby para ver se a Eduarda gosta. Minha opção de hoje foi um prato bem colorido, com legumes cozidos e frango desfiado. Vamos lá.

Ingredientes:

– Cebola
– Alho-poró
– Tomate
– Cenoura
– Vagem
– Beterraba
– Batata
– Brócolis
– Peito de frango
– Salsinha
– Açafrão
– Sálvia

Como eu não tenho panela para cozimento a vapor (próxima aquisição), fiz os legumes na panela de pressão. Refoguei o alho, o tomate e a cebola em um fio de azeite. Cortei a cenoura, a beterraba e a batata em palitos. Acrescentei os ingredientes na panela de pressão junto com a vagem, um pouco de água e duas folhas de sálvia. Deixei 5 minutos na pressão. 

Enquanto isso, refoguei de novo o meu trio amado de tomate, cebola e alho junto com salsinha. Acrescentei as iscas de frango e o açafrão. Deixei cozinhar bem e absorver toda a água do cozimento. 

O brócolis eu deixei 30 segundo na água fervente, só pra ele ganhar uma cor e não ficar mole. Passei o frango no mixer para deixar desfiado e montei o prato. Ficou lindo 

Image
Colorido e refrescante

O frango eu dei com colher pra Eduarda e os legumes ela comeu todos com a mãozinha. Como sempre, ela amou. Como o prato esfriou, ficou tipo uma sala enriquecida. A sobremesa de hoje foi melancia. 

Image
Sujeiramaaaaaaaa

E a cara de felicidade depois de comer tudo?
Image