Hamburguinho de Feijão da Eduarda

Chegamos, Eduarda e eu, ao ponto em que toda mãe que pratica BLW enfrenta um dilema: o bebê não quer saber de colher. 

Se por um lado o orgulho é grande, porque você sente que seu bebê é diferente, independente e escolhe o que vai comer, por outro você pensa: “Que eu faço agora, cacete?” Isso porque chega ao nível de dificuldade que os bebês não querem nada líquido. Nem lentilha, nem feijão, nem aquela acalentadora sopinha de outrora. 

Um exemplo do nosso dilema é a lentilha. Eduarda ama lentilha. Em uma das últimas vezes que fui dar a ela, foi uma batalha campal. A guerra dos grãos. Lembro que foi na terça-feira. No almoço, Eduarda tentou pegar a lentilha. E não conseguiu, Saiu com a mão suja e parcos grãos grudadinhos nos dedos. Lambeu. Queria mais lentilha… Coloquei em uma colher, ofertei a ela. Não quis. Deu um tapa na colher. “Chorava” porque queria a amada lentilha, mas não queria que ela chegasse à bordo de uma colher. Que ousadia, a minha. 

Lentilha pela casa. No chão. Branco. Faxineira tinha acabado de sair. Tudo bem. 

A outra porção do prato, um repolho refogadinho com arroz e cenoura, foi metade na boca, metade no chão/cadeirinha. Mas ela comeu. A roupa dela comeu. A roupa da mamãe comeu. 

Eduarda se despede da colher por enquanto, até ela conseguir colocar o talher na boquinha. Eu ainda tento, é verdade, mas confesso que sinto que essa é a hora dela provas novas texturas. Como sempre, recorri ao amado grupo Alimentação Consciente na busca de um norte. Foi-me sugerido que começasse a fazer bolos (que já fazia) e hamburguinhos com esses alimentos que, por hora, ela está negando.  A receita de um hambúrguer de lentilha me foi passada e eu vim para a casa super empolgada e determinada a fazer. 

PORÉM, NÃO HAVIA LENTILHA. hahahahahaah

Decidi adaptar ao que eu tinha em casa e modificar  a receita de maneira que também ficasse nutritiva. Então, aí vai:

Hamburguinho de Feijão da Eduarda

Ingredientes:

– Duas xícaras de feijão já cozido (eu sempre tenho porções congeladas)
– Meia xícara de aveia
– Repolho
– Meia cebola ralada
– Um dente de alho
– Farinha de arroz

Em uma panela, refoguei o alho e o repolho. Cozinhei até ele ficar transparente, mais ou menos assim:

ImagemProcessei o feijão e o repolho refogado no mixer até ficar um caldo grosso. 
Imagem
Misturei a cebola ralada e aveia….

Imagem
Sim, parece chokito

Fiz hamburguinhos e passei na farinha de arroz. Coloquei em uma fôrma untada e levei ao forno por mais ou menos 20 minutos. Depois, virei para dourar o outro lado. O “segredo” é ir cuidando, nunca dei muito certo com timer de fogão :P
Servi com “canjiquinha primavera” (depois posto a receita aqui). 
ImagemEduarda ficou meio curiosa, fuçou, olhou,lambeu… e comeu \o/
Imagem

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s